Javascript is not enabled

Ações disponíveis

Acções disponíveis ao leitor

Partilhar
 

Escola Primária Superior de Ponte de Lima

Detalhes do registo

Informação não tratada arquivisticamente.

Nível de descrição

Fundo Fundo

Código de referência

PT/MPTL/EPSPTL

Tipo de título

Atribuído

Datas de produção

1919-10-28 A data é certa a 1926-11-13 A data é certa

Dimensão e suporte

10 u.i. (6 maços, 1 caderno, 1 caderneta, 1 folha, 1 fotografia); 5,6 cm

Entidade detentora

Município de Ponte de Lima

Produtor

Escola Primária Superior de Ponte de Lima

História administrativa/biográfica/familiar

Em sessão ordinária de 13 de Janeiro de 1917 foi proposto pelo vereador Sousa Júnior "e foi aprovado que se indagasse e quais as despesas que acarreta a criação de um curso comercial e industrial ou a criação de uma escola primária de ensino superior, para se tratar da fundação de um estabelecimento destes no concelho".

Pelo decreto nº 5.787-A, de 10 de Maio de 1919 - sendo Ministro da Instrução Dr. Joaquim de Oliveira - foram criadas no país as Escolas Primárias Superiores.

A Escola Primária Superior de Ponte de Lima foi estabelecida por decreto de 28 de Julho de 1919, e o respectivo professorado, provido por decreto de 4 de Agosto do mesmo ano, era o seguinte: Dr. Adelino Ribeiro Sampaio (Director), Dr. Teófilo Carneiro, Augusto Gonçalves Pereira Martins, Dr. Cândido da Cruz, D. Maria das Mercês de Figueiredo, D. Ludovina de Jesus dos Santos Barros, D. Aurora Rodrigues Franca e Dr. Custódio Francisco Lourenço de Moura.

Por decreto de 14 de Agosto do referido ano de 1919, foram ainda providas nesta Escola as professoras D. Olímpia Paçô dos Santos e D. Carolina Adelaide de Araújo Almeida.

Por despacho de 14 de Agosto do mesmo ano, foram nomeados: secretário, o Sr. José Fernandes Rodrigues; amanuense, o Sr. João Manuel da Silva Braga; guarda-portão, Francisco António da Cunha; jardineiro, Herculano da Rocha Azevedo; e serventes, Aníbal de Jesus Varela Marinha, Alberto Sousa Caravana e Abel de Barros Lima Faria.

Por despacho de 27 de Setembro imediato, foi nomeada professora D. Irene Maria Peixoto Pereira, e contínua, Alzira de Faria Basílio.

Mais tarde, foi também ali colocado o Sr. Dr. Joaquim de Azevedo Medreiros Lima.

Abriu as suas aulas em 28 d Outubro de 1919, com mais de 70 alunos e foi notável a dissertação proferida na cerimónia pelo seu Director, registada na imprensa.

Foi extinta, como tadas as suas congéneres, pelo descreto nº 11.730, de 15 de Junho de 1926, referendado pelo Ministro da Instrução, Dr. Joaquim Mendes dos Remédios.

Pelo decreto nº 21407, de 6 de Maio de 1932, foram transferidos para a Câmara Municipal os valores que pertenciam à extinta Escola Primária Superior Dr. António Feijó. O mesmo diploma determinou que o rendimento anual desses papeis seja aplicado como receita da Caixa Escolar do Dr. António de Pádua, que funcionava na Escola Masculina da vila.

Sistema de organização

Organizado por séries e ordenado cronologicamente dentro das mesmas.

Instrumentos de pesquisa

Disponível no Sítio Web e no Portal Português de Arquivos.

Notas

LEMOS, Miguel Roque dos Reys - Anais municipais de Ponte de Lima. Ponte de Lima: Rotary Clube de Ponte de Lima, 2003. p. 120-121. ISBN 972-9051-18-6